quinta-feira, maio 31, 2007

um dia após outro dia

Uma coisa certa é que o tempo é bom companheiro para se lidar com a dor. Um dia, outro dia, mais um, o coração dói, chora mas há de se tocar a vida porque ela não pára, no máximo dá um força desmarcando gravação...

Agradeço a todo mundo que passou por aqui e deixou carinho para Angela, para mim. A despedida foi doída, como elas são, mas a tristeza de sua partida foi equivalente ao amor por ela demonstrado pelo amigos que lá passaram, pelo coro de senhorinhas cantando "Segura na mão de Deus" em Cachoeira do Sul (ela usava essa expressão direto, descobri de onde saiu), por ter podido homenageá-la lendo um trecho do e-mail que publiquei aqui há poucos dias. Foi bom para ver outros lados dessa história, tentar montar o quebra cabeça que permita me conformar um pouco mais com a partida dela. Ia dizer que ela podia ter esperado mais um pouquinho, mas quem quereria esse tempo era eu e não ela, então deixá-la partir é o que se há de fazer.

*Dictionary.com é melhor que Quiroga em previsão de estado de espírito do dia:

Word of the Day for Thursday, May 31, 2007

disconsolate \dis-KON-suh-lut\, adjective:

1. Being beyond consolation; deeply dejected and dispirited; hopelessly sad; filled with grief; as, "a bereaved and disconsolate parent."

2. Inspiring dejection; saddening; cheerless; as, "the disconsolate darkness of the winter nights."

Midway through the course he came to the table with the disconsolate expression of a basketball coach whose team had just been trounced.
-- Bryan Miller, "Odd Couples Can Make Magic", New York Times, March 2, 1994

An eighteenth-century Fairfax, Thomas, lost the last of the land in the South Sea Bubble and the Fairfaxes were all but forgotten -- except for Lady Mary who was occasionally sighted, dressed all in green, disconsolate and gloomy, and occasionally with her head under her arm for good effect.
-- Kate Atkinson, Human Croquet

. . .King Midas, whose lips turn all they touch to cold, unnourishing riches, and who perishes alone and disconsolate, cut off by his wealth from the simplest necessities of life -- for bread, water, as well as his wife, his child and his little dog, all turn as he stretches towards them into the gold he thought he desired more than anything else.
-- Jane Shilling, "A golden ambivalence", Times (London), June 2, 2000

Disconsolate comes from Medieval Latin disconsolatus, from Latin dis- + consolatus, past participle of consolari, "to console," from com-, intensive prefix + solari, "to comfort, to soothe, to relieve."

1 Comments:

Blogger Lucia Freitas said...

Oi Renata
Adorei tua visita e os elogios. Como tb ando desconsolada, ressoo contigo sentimentos. Adorei ver como chegastes no lugar que ia te dizer ontem: a gente tb é dona liberdade de decidir quanto tempo ficamos. Estou contigo, viu?
bjs
P.S. Eu li bem direitinho a carta da Ângela. Ela me "salvou" de esquecer. Grata, gratíssima.

3:36 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home