quarta-feira, fevereiro 28, 2007

De Lá

Direto de NYC:

Nos onze dias por lá não soube quem ganhou o carnaval, quem ficou-com-quem-em-que-camarote-de-cerveja, o que acontecia com a política brasileira.

Soube bem por cima que os EUA votaram a favor da permanência das tropas no Iraque (alguns flashes ou manchetes de jornal), que Rudolph Giulianni vai se lançar à presidência (em entrevista ao Larry King) e que Hillary Clinton disputa com seu colega democrata à chance de também correr à Casa Branca.

Não li uma linha sequer explicando porque algumas pessoas apresentavam um ponto ou uma cruz preta desenhada na testa. Morri de vontade de perguntar e fotografar, mas não o fiz na esperança que no noticiário do dia, ou do dia seguinte, alguma nota, peça ou comentário desvendasse o mistério - uma experiência inédita que durou mais de 24hs, observar pessoas marcadas e pensar teorias malucas que a motivassem a isso - e nem uma linha foi publicada.

Em compensação, pode perguntar: sei tudo do colapso da Britney Spears e do imbroglio que está o enterro-desterro da ex-coelhinha da Playboy Anna Nicole Smith. E quando digo tudo, é tudo meeeesmo:




*a opinião dos especialistas - que variavam de sociólogos à cronistas de showbizz - sobre o que motivou Britney a raspar a cabeça, qual o futuro dela, o dos filhos, da mãe, de Kevin Federline. Que no EBay você encontra para comprar o cabelo que ela mesma raspou visto que a cabelereira não quis. Que ela está sofrendo de adolescência tardia. Que Justin atendeu a ligação dela no meio da madrugada.







*Que Anna Nicole Smith, nascida no Texas, ex-playmate, viúva de um velho bilionário em briga com a família do senhor pela herança, mãe de dois filhos, o mais velho recém-falecido por problemas com drogas, a bebê Danielynn e as dúvidas sobre quem seria o verdadeiro pai e como a mãe tratava a criança, que tipo de primeiros socorros o seu segurança pessoal prestou quando a encontrou no quarto de hotel desacordada (de novo ele, Larry King) e o chove-não-molha que está em torno de onde-quando-como vai ser o enterro da moça


Foi fácil perceber a estranheza dos americanos e a diferença dos noticiários: enquanto aqui só se falava em Juliana Paes desfilando, as tiras da sandália de Grazi e Suzana Vieira aparecendo ao lado do marido (descobri tudo de uma vez, na ida à manicure), lá só se falava em Britney e AnnaNicole. É realmente uma grande diferença.

2 Comments:

Anonymous Luiza said...

por acaso as cruzes ou pontos pretos na testa das pessoas não era na quarta-feira de cinzas???

=)

5:25 PM  
Blogger Renata Barros said...

Dá pra fugir de tudo quanto é notícia neste mundo, menos da fofoca. Incrível, né?

9:05 AM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home