quinta-feira, janeiro 04, 2007

Entre gôndolas

A última visita fora em 2006, aproveitando das semanas finais para enrolar a tarefa.
Feliz e pululante com os dias que vieram sem pensar em nada, lá vamos nós - recém chegada à Babilônia - enfrentar com afinco a tradicional "ida ao supermercado", a primeira de muitas previstas em 2007.

A lista estava gorda: produtos de limpeza. Shampoo, sabonete, condicionador, desodorante e sabonete. Legumes, verduras e frutas para todas as refeições. Delícias para o café da manhã. Tudo aquilo que magicamente deveria aparecer no armário da despensa, mas que insiste em não estar lá se ninguém o vai buscar. É um trabalho que alguém tem que fazer. No caso eu, há muitos anos. Da emancipação veio junto com o talão de cheques, a lista de compras.

Aprendi desde cedo a apertar tomates - não sem antes, em fase pequeNilda, olhar com cara de dó para as senhoras e perguntar "como vou saber se o palmito está bom?" ou "Isso é espinafre, agrião ou rúcula?", o que gerava grande ajuda e economia de tempo, já que escolhiam as melhores peças enquanto comentavam que-gracinha-ela-fazendo-isso-sozinha.

Depois de muito tempo indo e vindo entre gôndolas já sei diferenciar Veja de Ajax, para que serve Silvo e Brasso (embora ninguém me convença do porquê preciso comprar os dois), que 3 por 5,50 pode ser mais barato que 2 por 2,20 e que nunca se deve ir até lá com fome, sono ou ressaca.

Assim, enquanto cantarolo uma música (horrenda) que tocam na rádio saguão entre uma oferta e outra, observo a Princesa Moranguinho e penso porque ainda se fazem bonecas de princesa com cheirinho, se a impressão que dá é que hoje as meninas não querem ser princesas nem a pau, e muito menos que elas tenham cheirinho de frutas. Versace ou Gucci, e olhe lá.

A melhor parte do super, já que no vem-e-vai do carrinho não é possível ouvir mais que alguns caquinhos, são os diálogos a granel. Na seção dos dietéticos pude pescar esse comentário inconformado:
- A pessoa quer ser magra e ainda paga mais caro por isso.

Pior minha senhora, paga mais caro, come menos, e o gosto - vamos combinar - nem sempre é lá essas coisas....

1 Comments:

Anonymous debs said...

É incrível como você consegue descrever uma ida ao supermarket.
A-d-o-r-o!

4:32 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home