terça-feira, dezembro 19, 2006

daqueles que sabem mais que nós

Em entrevista ao jornal "O Estado de SP", Saramago falou:

*OESP: O senhor relata no livro alguns episódios de sua vida como adolescente, incluindo nele as brincadeiras com Domitília. Que importância tem e o que significa o sexo para Saramago?

JS: O sexo é. Especular sobre a importância e o significado dele não levará a outra conclusão: o sexo é, e não só é, como tem as suas razões. Não discutamos com o sexo, ele acabará sempre por ganhar a partida. Às vezes, para justificar as nossas tentações, dizemos que a carne é fraca. E não se repara que se a carne cede é porque o espírito já havia cedido antes...


*OESP:O senhor sempre esteve ao lado de intelectuais brasileiros engajados em lutas políticas. Como viu a vitória de Lula e o que espera desse segundo mandato?

JS: Não preciso dizer que Lula era o meu candidato, mas também não preciso dizer que espero (que exijo...) muito mais dele no novo mandato que agora vai começar. Não discuto o seu direito de afastar-se de Hugo Chávez e de Evo Morales, mas permito-me recomendar-lhe que não vá para a cama todos os dias com o Fundo Monetário Internacional... E que não se esqueça dos problemas sociais do Brasil. Lula já deve ter percebido que o poder não só intoxica, como cega. Abra os olhos, presidente. Sobretudo não permita que fechem seus olhos. Era preciso tê-los fechados, para não ver o que se passava no PT.

1 Comments:

Blogger Alfredo Samon said...

Roberto já dizia que eles estão surdos. Saramago fez o ensaio sobre a cegueira. O povo é mudo.

Sim, eles devem saber mais que nós, nessa dança insensata de privação dos sentidos fica difícil a gente se comunicar com essa gente alta.


(amadrinhe meu blog. nunca ganhei um comente até hoje... e lá se vão 4 meses :)

10:27 AM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home